RETROSPECTIVA: Escolas, uniformes, material, transporte e ensino de qualidade

08 de Janeiro -  O início do ano letivo teve que ser adiado em 2017 para que todas as escolas passassem por reparos de hidráulica, elétrica, pintura e reforma de telhados e pudessem oferecer as melhores condições de estudo para os alunos.

 

Para garantir a qualidade no processo de aprendizagem dos alunos, a Secretaria de Educação lançou dois programas desenvolvidos pela renomada neurocientista Elvira Souza Lima: o “Viver a Infância” para a Educação Infantil e o “Escrita para Todos” no Ensino Fundamental. Outro projeto importante foi “Música ao Ar Livre”, que incentiva o envolvimento dos estudantes com a música e, ao mesmo tempo, estimula o processo de aprendizagem.

Os resultados não demoraram a chegar e os alunos da rede de Barueri conquistaram ótimos resultados em competições de conhecimento como Khan Academy, Plataforma Arkos e Olimpíada de Astronomia (OBA). Na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), por exemplo, Barueri teve a melhor marca de sua história com oito medalhas de prata, 33 de bronze e 256 menções honrosas, além da medalha de ouro para a estudante do nono ano da Emef Gilberto Florêncio, Stephany Nunes de Souza, que conquistou a premiação máxima da competição.

Na Educação Infantil, cerca de 15 mil familiares constataram nos espetáculos das formaturas das Emeis, em dezembro no Ginásio José Corrêa, que a pedagogia do “Viver a Infância” promoveu nas crianças a aprendizagem por intermédio de brincadeiras, música e entretenimento.

O segundo semestre foi muito especial para a educação. Os alunos da rede receberam uniformes de qualidade e o transporte escolar gratuito teve a frota inteiramente renovada com quase 100 ônibus zero quilômetro e motoristas e monitores treinados.

Em setembro, quatro unidades escolares foram inauguradas: Maternal Luzia Maria da Conceição Lima (primeira escola do bairro Vila Márcia), Emeief Dorival Faria (reconstruída no Jardim Tupanci), Maternal do Jardim do Líbano e Maternal Nelson Marques (no Parque Imperial).

As novas maternais já seguem o modelo que vem tendo sucesso na cidade, a gestão por OSs (organizações sociais) atentamente acompanhadas e supervisionadas pela Secretaria de Educação. As demais unidades terceirizadas têm sido muito elogiadas pelos pais, pois, além das disciplinas regulares garantidas pela rede, oferecem atividades diferenciadas como judô, balé e capoeira para complementar o desenvolvimento social, cognitivo e motor da criança.

 

Merenda

A Coordenadoria de Abastecimento, ligada à Secretaria de Suprimentos, é responsável pela merenda dos estudantes. Mensalmente são oferecidas cerca de 2 milhões de refeições para alunos das maternais, Educação Infantil e Ensino Fundamental, além da rede estadual, Etec e EJA (Educação para Jovens e Adultos).    

 

 

              

Fonte: Secretaria de Comunicação