Música ao Ar Livre completa dois anos e realiza bonita cerimônia de encerramento

Pin It

29 de Novembro - Cerca de 270 alunos da rede de ensino, que integram o projeto Música ao Ar Livre, participaram de bonitas audições, em cerimônia de encerramento de mais uma etapa do curso que leva – diariamente – estudantes aos jardins do Centro de Aperfeiçoamento de Professores para  aprenderem violão, flauta, clarinete, teclado, saxofone, violino e trompete. 

As audições foram abertas para os pais, professores, gestores e diretores das escolas da rede, oportunidade em que os jovens músicos deram um verdadeiro show, desfilando variado repertório musical, com apresentações de todos os instrumentos aprendidos ao longo do ano. 

Os números foram regidos pelos instrutores musicais que, durante todo o período do projeto, se dedicaram para ensinar e levar entusiasmo para os alunos. 

A coordenadora de educação infantil da Secretaria de Educação, Janete do Valle, elogiou o excelente desempenho dos músicos. “Este é um dos melhores projetos da Educação. Conviver com os alunos tocando por todo o jardim do CAP é uma grande alegria e motivo de orgulho para todos nós”, disse. 

Flávia Moreno, coordenadora de Ensino Fundamental reforçou sobre a importância da música para a aprendizagem assim como também para melhorar o ser humano. “Estou emocionada com a beleza da apresentação. Parabéns aos professores, alunos e pais, por acreditarem nesse projeto”. 

O “Música ao Ar Livre” foi idealizado pelo secretário de Educação Celso Furlan e conta com a participação ativa dos seguintes professores de música: Priscila Moraes (Flauta), Valquíria Ceciliano (Teclado), Ivanete de Sousa (Teclado), Andrea Freire (Flauta), Marcus Vinicius Lima (Violão), Marcos Moisés (Violino), Ricardo Silva (Teclado), Marcio Cavalcante (Teclado), Nei Silva (Violão), Edson Alexandre Cons Andrades (Flauta ), Ester Miriam (Teclado), Cristiene Ramos (Clarinete) e Debora Balmant (Saxofone) 

Música e aprendizado? 
Estudos apontam que a música pode constituir um estímulo importante para o desenvolvimento do cérebro da criança. O hábito de cantar e dançar com bebês e crianças, presente em praticamente todas as culturas do mundo, auxilia no aprendizado musical, no desenvolvimento da afetividade e socialização, e também no progresso da aquisição da linguagem. Quando a criança está em idade escolar, o aprendizado musical, além de ter valor em si mesmo, também exerce uma segunda função, que é o ensino e o aprendizado de conceitos, ideias, formas de socialização e cultura, sempre através das atividades musicais.

 

Fonte: Secretaria de Comunicação

 

 

 

Últimas Notícias